Vícios de direção, saiba como evitar

Com o passar do tempo é comum alguns motoristas adquirir alguns hábitos negativos que além de comprometer a segurança de direção é fatal para diminuir a vida útil do seu automóvel.

vícios de direção

Para ajuda-lo separamos algumas dicas para te reeducar na direção.

Se você tem o hábito de dirigir com o pé na embreagem é preciso mudar isso, um vício comum na direção que pode causar desgaste do platô antes do tempo previsto. No geral, tal prática reduz pela metade a vida útil de todos os componentes da embreagem.

Dirigir com a mão na alavanca de câmbio o que por sinal é proibido pela lei de trânsito, apoiar a mão na alavanca de câmbio acaba forçando o sistema e diminuindo a vida útil e levar a manutenções frequentes.

Um dos mais terríveis vícios de direção é utilizar o acelerador para que o carro permaneça na mesma posição quando está numa subida. Tal procedimento abominável faz com que a temperatura da caixa de marcha aumente, fazendo um verdadeiro estrago nas válvulas solenoides e discos de acoplamento.

Se você costuma ligar o carro sem pisar na embreagem, cuidado, quando você dá partida sem acionar o pedal, o esforço do motor de arranque acaba sendo maior, já que ele precisa movimentar todo o conjunto entre a caixa de marchas e o motor.

Permitir o carro embalar para a lomba ou buraco pode rebentar o pneu estragar a jante, podendo danificar a suspensão. Procure dirigir devagar em ruas com lombas e desviando de buracos. Assim, vai travar menos para conseguir ultrapassar os obstáculos em segurança, sem danificar o carro.

Uma prática não recomendada é acelerar antes de desligar o veículo. O procedimento pode gerar excesso de combustível não queimado e danificar o catalisador numa próxima partida.

Para finalizar a velocidade precisa ser reduzida onde as vias não são permitidas, procure não acelerar bruscamente. Além da sua segurança o seu carro vai estar mais conservado.

Precisando de mais informações não deixe de visitar o nosso site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *